Atenção! Nós não solicitamos depósito antecipado. Isso é crime.

Atenção! A Lendico Brasil não solicita depósito antecipado para a liberação do empréstimo. Isso é crime.

Faça sua análise

Brasileiros perderam 30% dos seus patrimônios em 6 anos

20 de janeiro de 2017

2 minutos de leitura

por Lendico

Um relatório da Oxfam, baseado no do Credit Suisse mostrou que o patrimônio médio por adulto no Brasil era de US$ 8 mil nos anos 2000. Esse dado é medido com base no relatório de imóveis e poupança financeira, já que não é possível se saber dados sobre outros tipos de posses.

Em 2011 o patrimônio médio do cidadão brasileiro havia subido para US$ 27 mil, o que significava que a média tinha saído de R$ 25 mil para R$ 90 mil, em valores de hoje. Mas as coisas mudaram.

Patrimônios dos brasileiros

Enquanto de 2000 para 2011 houve o aumento do patrimônio médio, nos últimos 6 anos vimos a coisa andar no sentido contrário. Os R$ 90 mil por adulto no país caíram neste último período para R$ 60 mil. Isso significa, segundo o relatório apresentado pelo Credit Suisse, que um terço da riqueza média dos brasileiros desapareceu.

Se comparado com outros países que também dependem da exportação de commodities, o cenário não é o mesmo. No Chile, por exemplo, que também sofreu com  a recessão global da última década, o patrimônio por adulto subiu 10% nos últimos 6 anos, chegando a R$ 150 mil.

Patrimônio do brasileiro médio

Quando se fala em R$ 60 mil de patrimônio médio por adulto brasileiro se está considerando uma média entre todos os patrimônios e dividindo pelo número de brasileiros em idade adulta. Isso quer dizer que teremos um cálculo entre pessoas que vivem com um salário mínimo e pessoas que têm milhões ou mesmo bilhões.

Por isso existe um cálculo para brasileiro médio. Nele temos um cálculo que considera, por exemplo, que temos 100 pessoas. A número 1 da fila em R$1, a 100 tem R$ 100; o brasileiro médio seria o sujeito número 50 desta sequência. Desta forma, o patrimônio do brasileiro médio cai para R$ 12 mil.

Como formar um patrimônio?

A formação de um patrimônio é difícil e exige muita disciplina. Uma das principais dicas é se poupar na origem. Ou seja, ao invés de guardar apenas o que ‘sobrou’ do seu salário, defina que todo mês você guardar X por cento do que ganha.

Você pode até mesmo começar com uma quantia pequena por mês, mas o importante é que se determine a fazer aquilo sempre. Aproveite as dicas para economizar em 2017 para também tentar poupar mais.

Artigo anterior

proxímo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *