Atenção! Nós não solicitamos depósito antecipado. Isso é crime.

Atenção! A Lendico Brasil não solicita depósito antecipado para a liberação do empréstimo. Isso é crime.

Faça sua análise

Hipoteca reversa: como funciona

17 de maio de 2019

2 minutos de leitura

por Lendico

casal-idoso-feliz.jpg

Hipotecar a casa em troca de um renda vitálicia. Esse é a proposta que vem sendo estudada pelo Governo Federal, a chamada hipoteca reversa. Veja como funciona, as vantagens e as principais dúvidas.

Um idoso hipoteca um imóvel quitado e em troca recebe uma renda vitalícia. Após a morte, a dívida é quitada com o valor do bem e, se sobrar dinheiro, fica com os herdeiros. É assim que funciona a hipoteca reversa.

Esse tipo de crédito é comum na Austrália, Estados Unidos e Reino Unido e está em estudo dentro do Governo Federal. No modelo norte-americano, pessoas a partir dos 62 anos podem aderir e o método se expandiu após a crise econômica de 2008.

No Brasil há um projeto de lei no Senado que estabelece a idade mínima de 60 anos para o financiamento. E também uma enquete sobre o tema.

O Governo Federal ainda não anunciou formatos, mas com base nas experiências internacionais listamos as principais dúvidas sobre a hipoteca reversa:

Dúvidas sobre hipoteca reversa

  • Como é definido o valor a ser recebido?

O valor é definido depois da avaliação do banco. Leve em consideração que além dos juros, há a valorização do imóvel, juros e o tempo até o recebimento do imóvel no cálculo.

  • Valor total ou parcelado?

Isso fica de acordo com o cliente. Mas, em geral, o parcelamento é mais usado.

  • Se meu cônjuge morrer, o banco toma o imóvel?

Não. Para casais os contrato são feitos no nome dos dois e a hipoteca somente ocorre após o falecimento de ambos.

  • Herdeiros podem manter o imóvel?

Sim. Eles têm prioridade para escolher pagar o valor devido ao banco e permanecer com o imóvel.

  • E se eu não receber todo o valor e falecer antes?

Neste caso, o banco cobra correspondente ao valor emprestado, ficando por conta dos herdeiros a escolha entre vender o imóvel, pagar a parte devida ao banco e ficar com o resto ou quitar a dívida e permanecer com o imóvel.

  • E se o valor da venda for maior que o valor devido?

Neste caso a diferença pertence aos herdeiros.

  • Posso trocar o imóvel em vida?

Sim. Neste caso a dívida é quitada e uma nova feita com o novo imóvel.

  • Posso vender o imóvel?

Sim, mas você deve quitar a dívida com o banco antes.

Prós e contras

Quem defende o projeto diz que é uma forma de combater a desvalorização das aposentadorias, dando aos idosos uma fonte financeira estável e segura que pode ser usado para lazer ou no pagamento de dívidas caras da terceira idade, como planos de saúde ou medicamentos.

Mas há também críticas. Principalmente em relação ao valor dos imóveis e o que pode acontecer com idosos mais pobres, que poderiam ser explorados por familiares, por exemplo. Outro ponto é a diferença entre os juros cobrados pelo banco na compra comum do imóvel e o que se recebe com a hipoteca reversa.

E há dúvidas sobre os impostos, sobre a avaliação de expectativa de vida, entre outras.

E você? O que acha da ideia? Deixe a sua opinião nos comentários.

Artigo anterior

proxímo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *