Atenção! Nós não solicitamos depósito antecipado. Isso é crime.

Atenção! A Lendico Brasil não solicita depósito antecipado para a liberação do empréstimo. Isso é crime.

Faça sua análise

Quanto custa um inventário?

07 de maio de 2018

2 minutos de leitura

por Lendico

quanto-custa-inventario.jpg

Descubra quanto você vai gastar para fazer um inventário e o que ele é.

Quando uma pessoa morre, todos os seus bens, direitos e dívidas passam para os seus herdeiros. Mas essa transferência pode ser feita de algumas maneiras e os valores variam conforme o estado da federação e a complexidade. Reunimos todas as informações que você deve levar em conta para definir quanto custa um inventário.

O inventário é calculado de acordo com a soma de todos os bens. Imóveis (de acordo com o valor do IPTU), veículos (de acordo com a tabela Fipe), dinheiro em conta corrente ou investimentos. Ele deve ser feito em até 60 dias após o óbito e há multas para quem passar deste prazo.

Inventário judicial ou inventário extrajudicial

Existem dua formas de se fazer um inventário: judicial e extrajudicial. O primeiro é geralmente mais caro e demorado. Isso porque envolve um processo judicial com custas e taxas processuais. O extrajudicial é feito no cartório e, em geral, mais barato. Nele, não deve existir testamento e todos os herdeiros devem ter capacidade civil e estarem de acordo com a partilha dos bens.

No judicial os custos variam de acordo com a complexidade e no extrajudicial é necessário pagar a taxa do cartório. Os valores são definidos de acordo com a herança e variam em cada estado.

ITCMD

É o Imposto de Transmissão Causa Mortis e Doação (ITCMD). O valor varia em uma tabela de acordo com a soma dos bens, isso é, quanto maior a herança, maior será a faixa, como no Imposto de Renda. Ele é estadual e cada unidade federativa define os critérios e a porcentagem mínima e máxima. As faixas variam entre 1% e 8% e é necessário consultar um cartório ou a Secretaria de Fazenda do seu estado para conhecer o custo.

Advogado

É obrigatória a contratação de um advogado para a realização do inventário. O custo é acertado diretamente com o profissional e geralmente é cobrado de 2% a 10% da soma dos bens. Existem valores recomendados definidos pela tabela da seccional da Ordem dos Advogados do Brasil de cada estado.

Isenção

Se o requerente comprovar que não tem condições de pagar os custos do processo, é possível ter a isenção de todas as taxas. É necessário procurar a Defensoria Pública que fará a análise e o procedimento.

Empréstimo para Inventário

Em muitos casos, é comum recorrer a um empréstimo para o inventário, atentando-se ao prazo de 60 dias para fazer o pedido e evitar multas. Caso deseje vender o bem, use o dinheiro recebido para quitar o inventário. Faça uma simulação de empréstimo online sem compromisso!

SOLICITAR MEU EMPRÉSTIMO

Artigo anterior

proxímo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *