Atenção! Nós não solicitamos depósito antecipado. Isso é crime.

Atenção! A Lendico não solicita depósito antecipado para a liberação do empréstimo. Isso é crime.

Faça sua análise

Taxa Nominal e Efetiva

17 de fevereiro de 2021

3 minutos de leitura

por Lendico

O-que-é-CET.jpg

Provavelmente um dos termos mais falados e conhecidos quando o assunto é nossa vida financeira, são as famosas taxas de juros. Todo mundo conhece, muitos ficam atentos ao que ela representa no valor final do financiamento, mas nem todos compreendem bem que o juro tem suas variáveis. Entre as mais conhecidas, estão as taxas nominal e efetiva.

O que é Taxa Nominal?

A taxa nominal é aquela em que o percentual atribuído a ela, não coincide com o tempo em que aquele empréstimo ou investimento irá render. A taxa nominal será sempre representada por ano. Ou seja, quando lhe dizem que um empréstimo terá 40% de juros ao ano, estamos falando de uma Taxa Nominal. Ela funciona como um indicador de quanto você vai pagar por aquele contrato.

Como calcular a Taxa Nominal?

Você acaba de contratar um financiamento no valor de R$ 5.000,00. Esse empréstimo será quitado no final de 12 meses com capitalização mensal e, ao concluí-lo, terá pago um total de R$ 6.000,00. A forma prática de calcular qual foi o juro nominal aplicado ao seu financiamento é a seguinte:

Diferença de quanto contratou para quanto irá pagar ao final: 6.000 – 5.000 = 1.000

Agora, divida a diferença encontrada pelo valor contratado:

Juro / valor contratado

1.000 / 5.000 = 0,2. Ou seja, 20%

Então, o juro nominal aplicado ao seu contrato de financiamento é de 20% ao ano.

O que é Taxa Efetiva?

A Taxa Efetiva é aquela que representa exatamente o período de capitalização daquele seu contrato de empréstimo ou de investimento. Como o próprio nome diz, a taxa efetiva aponta, efetivamente, o custo daquele financiamento, por exemplo.

Como calcular a Taxa Efetiva?

Vamos usar agora o exemplo de um investimento:

Você pretende fazer um investimento de R$ 1.000,00 em uma aplicação, com taxa nominal de 40%. Essa aplicação terá validade de 12 meses e terá uma capitalização trimestral. Dessa forma, vamos calcular a taxa efetiva desse investimento:

Investimento: R$1.000,00

Taxa Nominal: 40%

Tempo da aplicação: 12 meses

Capitalização: trimestral, o que significa que teremos 4 capitalizações dentro dos 12 meses de aplicação.

Agora, dividimos a taxa nominal pelo número de capitalizações dentro dos 12 meses:

40% / 4 = 10%

Podemos dizer então que a taxa efetiva do seu investimento é de 10% ao trimestre.

Qual a diferença entre Taxa Nominal e Taxa Efetiva?

A taxa nominal é aquela que impõe os juros de acordo com o número de parcelas de um empréstimo, por exemplo. Se tivéssemos um empréstimo com taxa de 12% ao ano, em teoria teríamos um rendimento de 1%, ao mês, certo? No entanto, a capitalização desse empréstimo pode não acontecer mensalmente. Ela pode ser bimestral, trimestral e por aí vai. Quando falamos sobre o juro que realmente será aplicado durante o tempo de capitalização, estamos falando de taxa efetiva.

A Taxa Nominal é a que normalmente as instituições financeiras utilizam na apresentação de seus contratos. Ela considera um prazo diferente do período de capitalização e serve como forma de estabelecer uma visão geral do valor final do contrato.

Taxa Nominal X CET

Ao falarmos sobre taxa nominal, compreendemos que ela é a forma como a instituição pode lhe indicar o valor final do seu empréstimo ou de um investimento. No entanto, a taxa nominal não inclui os tributos de uma operação, como o IOF. Dessa forma, para termos ideia real de quanto a tributação irá influenciar no valor final, deve-se sempre levar em consideração o CET, ou Custo Efetivo Total.

Para explicarmos melhor para você sobre o que o CET significa e porque ele é tão importante, preparamos um conteúdo falando apenas sobre ele.

Artigo anterior

proxímo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *