Atenção! A Lendico Brasil não solicita depósito antecipado para a liberação do empréstimo. Isso é crime.

Atenção! A Lendico Brasil não solicita depósito antecipado para a liberação do empréstimo. Isso é crime.

Faça sua análise

O que é IOF?

10 de maio de 2021

4 minutos de leitura

por Lendico

IOF

O IOF é parte importante do empréstimo e deve ser sempre considerada, no entanto nem sempre essa taxa é explícita

Em 1988 ele já existia na nossa constituição, mas só passou a ser implementado em 1994 e até hoje as pessoas ainda têm dúvidas sobre o funcionamento do Imposto sobre Operações Financeiras, ou IOF.

De uma forma muito simples, o IOF é o imposto federal pago por pessoas físicas e jurídicas por operações como:

  • transações de câmbio;
  • seguro;
  • crédito;
  • e, por fim, títulos e valores imobiliários.

Em resumo, quaisquer transações financeiras.  

Por que ele existe?

Como todo o imposto, o principal objetivo está na geração de receita para o Governo Federal. No entanto, no caso do IOF, o imposto acaba também servindo como termômetro para analisar a economia.

Como estamos falando de operações financeiras, os dados obtidos através da arrecadação do IOF, mostram quão aquecido está o mercado, ainda que não necessariamente isso seja sempre positivo. O IOF incide também sobre operações de crédito, o que significa que uma grande arrecadação pode vir através de grandes quantidades de empréstimos tomados.

Ainda assim, com as informações de tipos de operações realizadas, perfil das pessoas que pagam o imposto e em quais situações e instituições, é possível compreender alguns caminhos que a economia pode estar tomando.    

IOF no empréstimo

Acabamos de falar sobre a incidência de IOF sobre operações de crédito. Ainda que não seja a única, é certamente uma das mais importantes e conhecidas, já que o crédito é amplamente utilizado no Brasil. Por essa razão, vale a pena ficar atento sobre o IOF e sobre o porquê de ele ser aplicado nesse tipo de transação.

O IOF cobrado para empréstimos é 0,38% sobre o valor total, mais 0,0082% ao dia, e esse cálculo é feito com base no tempo para quitação do contrato.

Qual a relação do IOF e CET (custo efetivo total)?

Quando o assunto é uma operação de crédito, as pessoas se preocupam com as taxas de juros aplicadas ao empréstimo, e claro que elas são extremamente importantes para você tomar a decisão de quanto ou onde solicitar. No entanto, essa é apenas uma das condições a serem analisadas. Se você nunca ouviu falar sobre o CET (Custo Efetivo Total), saiba que ele é a junção de todas as taxas e encargos envolvidos em uma operação de crédito. Conhecendo o CET, você sabe exatamente quanto vai pagar ao final do contrato.

Dentre essas taxas e encargos que falamos, o IOF é um deles. Ao analisar o CET antes da contratação, você vai precisar conhecer o percentual do imposto que será cobrado, se quiser calcular o valor final de pagamento.

Além disso, você talvez queira saber mais sobre o que é Taxa Nominal e Efetiva – acesse aqui!

Quando é cobrado IOF e quais os tipos de cobrança?

 Logo acima nós contamos para você um pouco sobre o IOF sobre operações de crédito como empréstimos, mas também falamos que ele é cobrado sobre outras operações financeiras. A depender da transação, o percentual cobrado muda

No caso de cheque especial e crédito rotativo, o percentual é o mesmo que para empréstimos e financiamentos. 0,38% sobre o valor atrasado e 0,0082% ao dia, até a quitação. Vale lembrar que o acumulado não pode ultrapassar 3%, não importando o número de dias de atraso da dívida.

O IOF cobrado para investimentos pode variar de acordo com o tempo entre o dia em que você fez o investimento, até o momento do resgate. Se você faz um investimento como o Tesouro Direto, por exemplo, e o resgata em apenas um dia, o IOF é de 96% do rendimento. Conforme os dias passam, o percentual vai diminuindo até o 30º dia. Quando o investimento ultrapassa os 30 dias, não há cobrança de IOF. No 29º dia o IOF chega a 3%. LCI, LCA e cadernetas de poupança não tem IOF, mesmo que o resgate aconteça antes dos 30 dias. 

Quando a operação financeira é relacionada a seguros, o IOF varia entre 0,38% e 0,25%.  Afinal, quando você procurar por uma corretora, saiba que o imposto pode ser aplicado sobre o prêmio. Como no caso de um seguro de vida, ou ainda sobre o valor pago à seguradora, para seguro de carros.  

 Para compras internacionais o IOF é de 6,38%, não importa se você utilizou cartões de crédito ou débito. No entanto, a alíquota atua da mesma forma, mesmo que você faça compras sem sair do país, através de sites internacionais.

Como calcular o empréstimo com IOF?

Agora que você sabe o que é o IOF e conhece os percentuais cobrados para diferentes tipos de operações financeiras, fica mais simples calcular o valor correto do imposto.

Pois, bem! No caso do IOF para transações de crédito, por exemplo, lembre-se que há o imposto que é aplicado sobre o valor total. Mas que também existe um percentual aplicado ao dia e, por isso, o prazo para pagamento fará toda a diferença na solicitação do crédito.

Se você está pensando em tomar um empréstimo e quer conhecer as condições e as demais taxas envolvidas, aqui você faz uma simulação rápida e segura.

Por fim, está com mais alguma dúvida? Então deixe nos comentários que a nossa equipe vai te responder!

Cadastre-se na nossa newsletter:

Email:
Nome:

Artigo anterior

proxímo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *