Atenção! Nós não solicitamos depósito antecipado. Isso é crime.

Atenção! A Lendico Brasil não solicita depósito antecipado para a liberação do empréstimo. Isso é crime.

Faça sua análise

Finanças: 7 dicas para organizar as suas!

11 de agosto de 2016

3 minutos de leitura

por Lendico

Finanças pessoais podem não ser um dos assuntos mais fáceis, contudo, você precisa tornar isso um hábito. Por que? Para economizar antes mesmo de pensar em gastar. O planejamento financeiro, acompanhado de uma boa gestão, faz com que você consiga economizar nas pequenas compras. Leia abaixo as dicas da Lendico para organizar as suas finanças pessoais:

1. Contabilize todos os seus gastos: fixos e variáveis

Para colocar as finanças pessoais em ordem é necessário anotar os seus gastos durante os últimos 30 dias. Não vale burlar, hein? Quando falamos em todos os gastos, você deve considerar até aquele famoso café pós-almoço. Custos desse tipo podem ser consideramos como variáveis, pois não são contínuos. Ao contrário dos custos mensais, como as contas fixas (água, luz e telefone/celular), que você sabe que todos os meses serão iguais.

2. Monte o seu próprio planejamento mensal

Gastos fixos e variáveis anotados? Hora de cortar tudo aquilo que é desnecessário em sua rotina. Por exemplo, o café pós-almoço. Não que você tenha que poupar 100% e não tomar mais esse café, ou até mesmo não ir mais ao cinema, contudo, se reduzir a frequência, verá uma economia quase que imediata no seu orçamento mensal.

3. Não gaste mais do que ganha

Essa é uma regra básica de finanças tanto para pessoas físicas quanto jurídicas: não gaste mais do que ganha. Manter o seu caixa positivo significa que os gastos devem ser controlados e pensados, não sendo efetuados de maneira aleatória.

4. Cartão de crédito para emergências

Tentador passar na frente da sua loja favorita em liquidação, não? Melhor pensar duas vezes, não acha? Compras por impulso, geralmente, gera algum tipo de culpa após. Não, você não precisa ficar sem comprar, mas o ideal é que essa compra não prejudique o seu orçamento mensal e as suas finanças. Além disso, o cartão de crédito é a linha que possui a taxa de juros mais alta, passando a média de 470% ao ano!

5. Cuidado com o cheque especial!

Cheque especial não é tão especial assim. Depois do cartão de crédito, essa é a linha com mais juros, então, muita cautela ao usá-lo. Se usou o limite em alguma situação emergencial recentemente, tente cobrí-lo o mais rápido para não prejudicar as finanças e virar uma bola de neve.

6. Sempre tenha um objetivo

Quando colocamos uma meta, parece incrível, mas o seu subconsciente se empenha para alcançá-la. Por isso, tenha sempre um objetivo para otimizar o seu planejamento financeiro e finanças. Por exemplo, pode ser a sua viagem para o exterior nas próximas férias, ou até mesmo um curso para dar aquela alavancada no trabalho também. O importante é manter o foco e economizar!

7. Proteja as suas finanças de você mesmo!

Sim! O principal vilão é você. Muitas vezes, somos levados pelos sentimentos, como no exemplo dado no cartão de crédito. Por isso, antes de sair comprando sem se planejar, pondere se o que você está adquirido é realmente necessário para esse momento. Essas duas perguntas já te ajudam na decisão:

  • De 0 a 10, qual a necessidade imediata desse produto? Essa é simples: se for menos que 5, a necessidade não é imediata; se for entre 6 e 8, você pode considerar juntar mais dinheiro e comprar no próximo mês; agora, se estiver entre 9 e 10, não há como discutir a necessidade, contudo, nessa hora vale avaliar todas as pessoas, a fim de adquirir a que mais encaixa no seu bolso;
  • Você possui a quantia para comprá-lo à vista ou parcelado? Se for parcelado, em quantas vezes? As parcelas mensais estão dentro do seu orçamento ou extrapolam a quantia máxima dos seus gastos variáveis?

Artigo anterior

proxímo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *