Atenção! Nós não solicitamos depósito antecipado. Isso é crime.

Atenção! A Lendico Brasil não solicita depósito antecipado para a liberação do empréstimo. Isso é crime.

Faça sua análise

Empréstimo para amigos ou familiares: 10 passos antes de fazer

20 de agosto de 2018

4 minutos de leitura

por Lendico

empréstimo-para-amigos-1.jpg

Vale arriscar uma amizade ou um relacionamento familiar por dinheiro? E o que fazer quando um amigo ou parente pede dinheiro emprestado? Vamos falar disso hoje.

Empréstimo para amigos ou familiares

É difícil dizer não, ainda mais para pessoas com quem temos um relacionamento próximo. Por isso, a gente reuniu dez passos que você deve seguir para analisar se vale ou não fazer um empréstimo para um amigo ou familiar.

Espere

Se você considera emprestar dinheiro para um amigo ou familiar, não responda imediatamente. Peça um tempo para analisar os passos a seguir.

Avalie as suas finanças

Pode parecer estranho, mas há quem se endivide para ajudar aos outros. Então, a primeira avaliação a ser feita é nas suas finanças. Você tem sobrando o valor pedido? Se a resposta for não, explique para a pessoa que também não tem o dinheiro.

Nunca use sua reserva de emergência ou o seu dinheiro para a aposentadoria. E jamais faça um empréstimo em uma instituição financeira para terceiros.

Faça uma análise de crédito

Instituições financeiras fazem uma análise de crédito para determinar a possibilidade de um cliente pagar ou não um empréstimo. O resultado pode levar à negação ou à cobrança de juros maiores. Tente fazer o mesmo.

Relembre o quanto ela é responsável financeiramente, se já pediu para outros conhecidos e se pagou – e como pagou. Veja também se a pessoa não é uma esbanjadora. Daquelas que gastam em restaurantes caros e não pagam o aluguel. Se ela não consegue priorizar suas contas básicas com frequência, dificilmente vai te pagar.

Oriente

Se a pessoa teve liberdade para te pedir dinheiro, tenha para lhe perguntar o porquê do empréstimo. Isso também pode te ajudar a definir se a pessoa é descontrolada ou se é um pedido pontual, para uma emergência. Você também pode orientar o seu amigo ou familiar a ver quais os problemas financeiros que ele enfrenta, a renegociar dívidas e como economizar para pagar o empréstimo.

Não esconda

Se você é casado ou tem outras pessoas que dependam da sua renda, lembre o amigo ou familiar que você precisa da concordância de seu parceiro para realizar o empréstimo.

Doe

Pode parecer estranho, mas se o valor for pequeno e você considerar que quer ajudar a pessoa mesmo sem a certeza do pagamento, doe. Será melhor do que desgastar a relação com um calote.

Defina prazos

Assim como na instituição financeira, você precisa estabelecer prazos. Com base na análise das finanças do conhecido que você já fez, você pode saber o quanto a pessoa poderá pagar mensalmente. Lembre-se que a pessoa pode receber quantias de dinheiro durante o ano (restituição de Imposto de Renda, férias e 13º salário). Você pode combinar pagamentos de maiores quantias nestes períodos.

Juros e correção monetária

Você até pode abrir mão dos juros (eles não podem passar 12% ao ano), mas preveja a correção monetária. É justo que você cobre o quanto esse dinheiro renderia investido e considere também a depreciação do dinheiro – a inflação do período. Afinal, você não deve perder dinheiro ao fazer um empréstimo para amigo ou familiar.

Faça por escrito

Faça um contrato estabelecendo prazos, juros, correção monetária e multas em caso de atrasos ou inadimplência. Isso protege os dois lados e deixa a relação mais profissional. Lembre-se que ambos devem declarar os valores no Imposto de Renda do ano seguinte se o montante for superior a R$ 5 mil.

Seja profissional

É a parte mais difícil, mas deixe claro que essa é a uma transação comercial. Se tudo ocorrer bem, o relacionamento não será abalado. Mas saiba, se houver qualquer tipo de problema, a amizade provavelmente será atingida.

Dicas para cobrar um empréstimo de um amigo

Se você já emprestou dinheiro para um amigo ou familiar e o valor não foi pago conforme o combinado, existem algumas dicas que podem te ajudar na hora de cobrar o empréstimo.

Relembre-o

Seu amigo teve coragem de lhe pedir dinheiro, não é mesmo? Então não exite na hora de relembrá-lo sobre o prazo que foi estabelecido/o acordo que foi feito. Se ele disser que não consegue cumprir, estabeleça então um novo prazo.

Seja sincero

Coloque as cartas na mesa e diga que você também precisa do dinheiro e do quanto ele lhe custou. Lembre-se que seu amigo foi sincero em abrir a situação financeira dele e pedir um empréstimo para você e amizades são feitas de sinceridade.

Não deixe o tempo passar

Quanto mais você deixa o tempo passar, mais a dívida cai no esquecimento e você poderá ficar mais tempo remoendo o fato de não ter sido pago. Isso pode prejudicar a relação de amizade que vocês têm.

Dê opções de pagamento

Se seu amigo acabou se enrolando e garante que não consegue pagá-lo conforme haviam combinado, ofereça uma opção de refinanciamento da dívida ou indique a ele opções de empréstimo existentes no mercado que podem ajudá-lo. Afinal, não é justo você ter que tomar um empréstimo porque ficou sem o dinheiro que seu amigo deixou de pagar, não é mesmo?

SOLICITAR MEU EMPRÉSTIMO

Artigo anterior

proxímo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *