Atenção! Nós não solicitamos depósito antecipado. Isso é crime.

Atenção! A Lendico Brasil não solicita depósito antecipado para a liberação do empréstimo. Isso é crime.

Faça sua análise

Empréstimo ou financiamento? Veja qual é melhor!

26 de junho de 2020

5 minutos de leitura

por Lendico

Empréstimo ou financiamento? Você conhece a diferença? Sabe qual é o melhor para a sua situação? Neste post vamos falar um pouco melhor sobre as vantagens de cada um para que você possa encontrar a opção que mais se encaixa no teu cenário. Confira! 

O que é um empréstimo?

Um empréstimo é a forma que você tem para conseguir dinheiro sem restrições de uso para o dinheiro, ou seja, é você quem decide o que vai fazer com o valor liberado pela instituição financeira.

Sendo assim, é uma linha de crédito livre, sem nenhum bem vinculado. A única responsabilidade que você terá é a de pagar as parcelas, acrescidas de juros, em todas as datas combinadas no contrato.

Quais as vantagens de um empréstimo?

  • Facilidade de contratação;
  • Sem prestação de contas sobre como vai utilizar o dinheiro;
  • Sem apresentação de garantia (na maioria dos casos);
  • Leque de modalidades para você escolher a que melhor se encaixa no seu perfil.

Quais as modalidades de empréstimo existentes? 

  • Empréstimo pessoal
  • Empréstimo consignado
  • Empréstimo para empresas
  • Empréstimo rotativo
  • Antecipação de 13º
  • Restituição do Imposto de Renda. 

Como funciona o empréstimo pessoal?

O empréstimo pessoal é um crédito disponibilizado para Pessoa Física. Na tal modalidade, o solicitante não precisa comprovar renda e nem alienar nenhum bem à instituição que está cedendo o valor. As taxas de CET variam de acordo com a instituição financeira e a análise de crédito. 

Na Lendico é muito simples realizar uma simulação de empréstimo pessoal, com o nosso simulador de empréstimo você consegue ver o valor de acordo com o número de parcelas que você selecionar. É só colocar o valor desejado e escolher entre as opções de parcelamentos para que ele mostre a quantia da parcela. 

Quais as desvantagens de um empréstimo? 

  • Juros de empréstimo geralmente são um pouco maiores;
  • As taxas são variáveis de acordo com a economia ou tipo de empréstimo; 
  • É muito fácil se descontrolar e pegar mais dinheiro do que realmente precisa.

O que é financiamento? 

O financiamento também é um meio de captar crédito para algum momento importante da vida e que você está sem condições de arcar. Entretanto, este é um dinheiro específico, ou seja, diferente do empréstimo, é preciso aprovar em contrato de um bem que você deseja adquirir. 

Comumente, o financiamento envolve um valor mais alto que o empréstimo, por isso, a parte de aprovação fica ainda mais burocrática. A aprovação dessa linha de crédito geralmente passa por duas etapas:

  1. Análise de crédito;
  2. Justificativa quanto ao uso do valor solicitado.

Quais as vantagens do financiamento? 

  • Os juros dos financiamentos, geralmente, tem uma taxa mais baixa;
  • Os prazos para pagamento do financiamento são mais longos.

Quais as desvantagens do financiamento?

  • Processos mais burocráticos;
  • Dificuldade na aprovação do crédito;
  • Ter de justificar para quais finalidades você deseja tomar aquele valor;
  • O bem que você adquirir com um financiamento só ficará em seu nome após pagar todo o débito.

Obs: vale ressaltar que é preciso ficar de olho no Custo Efetivo Total (CET) e no valor dos reajustes que o financiamento pode sofrer. Estes números devem constar no plano e estar de acordo com a variação do seu salário.

Quais fatores comparar na hora de decidir tomar um crédito? 

Valor liberado

Não é porque você realizou uma simulação para R$ 10 mil reais que este valor realmente será liberado para você. No empréstimo pessoal, por exemplo, o valor concedido depende da análise de crédito sobre o seu perfil que a própria empresa faz sobre você. 

No financiamento o valor liberado pode até ser maior do que o empréstimo pessoal, mas a análise de crédito é ainda mais burocrática e rigorosa.

Taxa de juros 

O segundo aspecto (e tão importante quanto o primeiro) é a taxa de juros. O empréstimo trata-se de um contrato entre pessoa e instituição financeira, em que determinado valor deve ser pago ao banco acrescido de juros. Sendo assim, quanto maior o empréstimo, maior a taxa de juros. 

Apesar de ter taxas de juros um pouco mais altas, o empréstimo pode ser compensador para você, já que não é preciso colocar um bem como garantia. As taxas dos bancos para financiamento só são menores por requer uma finalidade específica e, na inadimplência do solicitante, o banco tem o imóvel como garantia, por exemplo.

Objetivo do empréstimo

Este é um dos aspectos que mais diferenciam o empréstimo do financiamento. Enquanto o valor liberado pelo empréstimo pode ser utilizado para qualquer coisa, o financiamento exige a comprovação do motivo pelo qual você precisa daquele dinheiro. 

Os efeitos da inadimplência

Afinal de contas, o que acontece se você não pagar o empréstimo pessoal ou financiamento? No caso do empréstimo, como não há garantia na maioria dos casos, no primeiro instante que você deixa de pagar o contrato, a instituição te cadastra em órgãos de proteção ao crédito, como SPC e Serasa. 

Ao deixar de pagar o financiamento, existe uma retomada do imóvel que foi dado como garantia em contrato.A partir da terceira parcela consecutiva não paga, os bancos podem retomar o imóvel por meio da Alienação Fiduciária.

Então o que é melhor: empréstimo ou financiamento? 

Não existe uma resposta exata para essa pergunta. A real é que você precisa considerar o quanto precisa, a urgência e as condições financeiras que você tem para agora e para o futuro (pensando em arcar com os débitos que vai fazer). 

Se o seu objetivo é capital de giro para a sua empresa, por exemplo, ou quitar uma dívida particular, vale fazer uma simulação de empréstimo online e consultar as opções. 

Se o objetivo é adquirir um imóvel, por exemplo, o financiamento pode ser uma alternativa. Mas tudo deve ser consultado e avaliado. A dica aqui é sempre ler o contrato e desconfiar de preços abaixo da média ou vantagens em excesso. Fique atento!

Artigo anterior

proxímo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *