Atenção! Nós não solicitamos depósito antecipado. Isso é crime.

Atenção! A Lendico Brasil não solicita depósito antecipado para a liberação do empréstimo. Isso é crime.

Faça sua análise

Dívidas: a única dica que você precisa para não ter mais!

05 de agosto de 2016

2 minutos de leitura

por Lendico

Você sabia que apenas com o planejamento financeiro dos seus gastos mensais você já economiza? Sim! Ele será o seu aliado na batalha contra os gatos supérfluos, além de ajudá-lo a identificar onde você pode economizar mais e amortizar dívidas!

Curioso em como começar a montar o seu? A Lendico dá dicas para você fazer o seu:

Entenda os ganhos para liquidar as dívidas

Anote tudo. Sim, tudo que conseguir. Comece pelos seus rendimentos mensais. De onde eles surgem? Se trabalhar como CLT, você consegue identificá-los na folha de pagamento/holerite. Trabalha como autônomo? Veja os rendimentos mensais por meio das transações do último mês; por exemplo, defina um período de 30 e faça a média dos últimos 3 (três) meses. Essa média será usada nos meses seguintes.

Ganhos mapeados? Agora registre os gastos fixos

Pois bem, com os ganhos mapeados está na hora de anotar todos os seus gastos fixos. Os gastos fixos são custos que não variam mensalmente, apenas em decorrência de reajustes tributários como:

  • IPTU;
  • Seguro do carro (se tiver);
  • Contas de água e luz;
  • Transporte (passagens de transporte público durante o período de 30 dias ou o quanto você usa de gasolina nesse meio tempo);
  • É casado? Tem filhos? Os gastos referentes à educação deles também vão aqui!

Estes são alguns exemplos de gastos fixos que podem ser usados no seu planejamento financeiro mensal.

Não se assuste, é hora de anotar todos os gastos variáveis

Já avisamos com antecedência: não se assuste. Quando mapear todos os seus gastos variáveis, você pode reparar que gastamos demasiadamente com coisas que, às vezes, são desnecessárias e poderiam ser cortadas. Por exemplo, aquele café pós almoço, sabe? Digamos que ele custe R$ 3,00 e por dia você beba dois. Ao final do dia serão R$ 6,00 e ao longo da semana já serão R$ 30,00 – se trabalhar apenas 5 (cinco) dias úteis por semana. Ao longo de quatro semanas (a média por mês), você terá gasto R$ 120,00. Em 12 meses, esse valor já terá somado R$ 1.440,00! Percebe a economia feita se cortar esses dois cafés diários?

Hora de cortar as dívidas pela raiz

Com os rendimentos, gastos fixos e variáveis anotados, você deverá analisar o que é imprescindível ao longo dos 30 dias e o que pode ser cortado de vez nas variáveis. Isso serve para o café pós almoço também! Não estamos dizendo: não faça nada do que gosta. Pelo contrário, com o planejamento financeiro, você terá melhor controle da sua renda e dívidas, analisando de maneira racional como amortiza-las com essas pequenas economias. Afinal, de café em café, há chances de economizar!

A força do hábito…

Para um hábito se tornar uma rotina e se repetir, geralmente devemos executa-lo por 40 dias seguidos. Por isso, incentivamos que você mantenha o planejamento até que ele se torne um hábito e não uma obrigação. Esse é o primeiro passo para que você seja realmente dono das suas economias e saiba quando e onde pode gastar mais dinheiro e como economizar sem sofrer.

Artigo anterior

proxímo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *