Atenção! A Lendico Brasil não solicita depósito antecipado para a liberação do empréstimo. Isso é crime.

Atenção! A Lendico Brasil não solicita depósito antecipado para a liberação do empréstimo. Isso é crime.

Faça sua análise

Consumo e Consumismo: Entenda as diferenças

02 de setembro de 2021

4 minutos de leitura

por Lendico

Consumismo

Para lidar melhor com as suas finanças, entender o que é consumo e consumismo é essencial. Apesar de parecerem palavras iguais, existe uma diferença entre consumo e consumismo. Por isso, preparamos um post para ajudar você a aprender as características de cada um deles. 

Qual a diferença entre consumo e consumismo?

Quando nos questionamos sobre qual a diferença entre consumo e consumismo, podemos destacar a motivação que leva à compra. O consumo trata-se da apropriação de algo para sanar uma necessidade ligada à sobrevivência. Por outro lado, o consumismo está ligado a um comportamento que extrapola as necessidades e vai em busca de status. Na sociedade atual, cada vez mais recursos de incentivo ao consumismo são criados e as pessoas compram excessivamente sem “precisar”.  

O que é consumo?

O consumo significa que você compra tudo o que precisa para viver, mas avaliar isso é algo bastante subjetivo. Afinal de contas: todos temos desejo. A ideia do consumo está ligada a uma ação individual, já que cada indivíduo necessita atender suas necessidades e garantir a sua sobrevivência.

O padrão de consumo pode variar de acordo com o tempo e cultura, isso porque diferentes povos possuem suas necessidades em comum de consumo, como alimentos, roupas, habitação etc. Apesar de variar, estes produtos são uma necessidade dos seres humanos em geral. 

Consumo consciente

Dentro disso, podemos falar sobre o consumo consciente. Para tal, é necessário ter uma boa educação financeira, pois isso ajudará no momento em que for priorizar coisas que realmente precisa comprar ou não. 

Com um planejamento financeiro consciente, o seu dinheiro é destinado para o que você necessita. Vale ressaltar que não estamos falando para ignorar todos os seus desejos de consumo, mas o intuito é gastar seu dinheiro com mais consciência, poupar e até investir para render ainda mais. 

O que é consumismo?

O consumismo se relaciona com o acúmulo de itens que vão além da necessidade de subsistência. Este é um padrão comportamental social, que se baseia em adquirir bens como forma de se destacar socialmente, criar identidade e ter prazer por meio das compras. 

Pode ser descrito também com um impulso à compra de bens, principalmente coisas supérfluas. Por exemplo: comprar objetos que não são tão úteis assim somente por comprar é consumismo. O único propósito aqui é adquirir um item. 

Consumismo infantil

O mercado utiliza várias estratégias de persuasão para o público infantil. Antigamente, a TV era a maior responsável por propagandas voltadas às crianças. Entretanto, atualmente, as empresas contam também com o auxílio da internet. Por isso, foram desenvolvidos novos formatos de publicidade infantil, como:

  • Anúncios direcionados;
  • Vídeos patrocinados;
  • Links patrocinados.

Diversas pesquisas indicam que as crianças possuem uma enorme influência nos pais quando o assunto é a compra de produtos. Por isso, são alvo fácil das propagandas. 

Qual o impacto do consumismo infantil? 

As crianças são mais vulneráveis ao processo midiático e isso faz com que elas sofram cada vez mais as consequências do consumismo. Alguns dos impactos do consumismo infantil são as mudanças de comportamento, erotização e agressividade. 

Além disso, elas acabam envolvendo-se de forma precoce nas decisões de compra dos pais, influenciando a maioria (ou todas) das decisões. Por isso, é super necessário ensinar sobre finanças para as crianças para criar uma proteção contra as influências de consumo. 

Consumismo é doença?

Muitos não sabem, mas o consumismo pode ser sim uma doença, e ela tem até nome: oneomania. Apesar de não parecer algo tão sério, já que é super normal as pessoas desejarem itens que nem sempre necessitam, ela deve ser levada a sério. 

Quando esse consumo passa a ser exagerado, é preciso ficar atento para que não se torne uma oneomania (vício em compras). Trata-se de uma doença do consumo compulsivo e causa euforia e necessidade de comprar. A doença atinge mais mulheres, cerca de 4 a cada 1 homem sofre desse transtorno. Mas, vale frisar que qualquer pessoa, independente da classe social, pode passar por isso. 

Qual a relação entre consumo, consumismo e felicidade?

Para entender isso é muito simples: quando você compra algo, não parece que injetou uma dose de felicidade e bem-estar? É exatamente isso que acontece. O ato de comprar está relacionado com o prazer que um indivíduo tem por adquirir algo, pois isso desperta uma sensação de poder que, grande parte do tempo, é conquistada pelo trabalho.  

Já parou pra pensar se você consome ou é consumista? Agora que já sabe a diferença pode avaliar com mais assertividade. Aproveite para compartilhar este conteúdo com alguém que você conhece. Continue no Blog da Lendico para aprender ainda mais sobre finanças e empréstimos. 

SOLICITAR MEU EMPRÉSTIMO

Artigo anterior

proxímo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *