Atenção! Nós não solicitamos depósito antecipado. Isso é crime.

Atenção! A Lendico Brasil não solicita depósito antecipado para a liberação do empréstimo. Isso é crime.

Faça sua análise

O que são compras por impulso?

16 de junho de 2021

5 minutos de leitura

por Lendico

Compras por impulso

Se você nos acompanha por aqui, sabe que não deixamos passar um assunto sem falar ao menos uma vez sobre planejamento financeiro. E por quê? Porque nosso objetivo é que você tenha mais controle sobre a sua vida financeira.

Agora, quando você olha sua planilha de gastos e percebe que comprou coisas que não estavam consideradas ali, para aquele mês, você realizou uma compra por impulso.

Existem estudos de marketing que falam sobre a satisfação pessoal momentânea ao fazer uma compra por impulso. Aquela decisão de compra tomada rapidamente, sem considerar as consequências, são normalmente feitas para que você se sinta melhor depois de uma insatisfação, ou ainda porque, na sua cabeça, uma promoção é sempre um bom negócio.

Para os especialistas que estudam o comportamento do consumidor, as compras por impulso são ações de empoderamento. Você considera que merece e que é capaz de tomar decisões impulsivas.

Como identificar compras por impulso no seu cotidiano?

Se você costuma sair com o objetivo de comprar um item, mas volta com sacolas sem fim, é certo que você faz compras por impulso. Uma pesquisa divulgada pelo Serviços de Proteção de Crédito (SPC), em 2018, mostrou que seis a cada 10 consumidores admitem comprar por impulso.

No entanto, admitir é apenas o primeiro passo para garantir uma vida financeira mais saudável. É importante analisar seus gastos e compreender em que situações as compras por impulso acontecem. 

Analise suas motivações para compra

Você alguma vez já parou para pensar em que situações essas compras acontecem? Em um simples passeio por algum site de compra online? Em momentos de frustração e tristeza? Ou ainda quem sabe o oposto? Quando você conquista uma vitória e quer garantir sua recompensa?

Essa pode parecer uma ideia sem sentido, mas os mesmos especialistas que citamos no início, consideram as emoções como o principal gatilho para compras por impulsos.

Com isso em mente, o ideal para quem pretende colocar suas contas em dia, é analisar quanto você está gastando.  

Confira a fatura do seu cartão de crédito

Fique atento com a sua fatura, sempre. A lista de itens adquiridos é uma excelente maneira de compreender o que há dentro dessa fatura, poderia ter sido evitado. A sensação de bem estar de uma compra por impulso costuma terminar quando você percebe que seu orçamento vai apertar, e a fatura do cartão de crédito costuma ser um desses momentos.

Se a cada mês sua fatura for analisada com cuidado e as compras ali dentro forem listadas como importantes ou supérfluos, você pode ter uma boa ideia de como está consumindo durante o mês.

Analise suas compras em promoções

Aqui temos outro importante gatilho para as compras por impulso. Para começar, é essencial ter em mente que nem sempre promoção é sempre sinônimo de um bom negócio. Não temos dúvidas de que se é preciso comprar, melhor que seja em uma promoção, mas aí você precisa se perguntar: eu preciso comprar?

Quando você se planeja e possui um orçamento determinado, a compra por impulso em promoções pode ser evitada, mas vale prestar atenção em quantas vezes isso acontece.

Quando você se acostuma a gastar dinheiro para aproveitar promoções, essas compras tornam-se hábitos. Por sua vez, toda vez que uma promoção surgir, seu impulso vai lhe fazer acreditar que aquela é mais uma oportunidade imperdível. 

Qual o sentimento após as compras?

Nós falamos aqui sobre as suas emoções quando as compras por impulso acontecem, e esse é comprovadamente um fator decisivo para as compras. 

Comprar algo novo, o sentimento de posse, a satisfação de acalento quando não estamos bem, ou ainda de recompensa quando tudo vai bem, precisa ser analisado e listado com frequência.

Sabemos que o prazer e sensação de conquista costumam durar pouco, mas enquanto ela está ali, costuma ser libertadora. Comece a prestar atenção se existe culpa no meio da felicidade pela compra, ou ainda se, mesmo que por impulso, existe racionalidade. Você se deixou levar propositadamente, mesmo sabendo que a compra poderiam lhe prejudicar no futuro?

Se a resposta for sim, temos aí indicativos importantes para perceber o impulso falando mais alto. 

Como evitar as compras por impulso

O primeiro passo é aceitar que as compras por impulso podem prejudicar a sua vida financeira, em diferentes níveis. Tudo vai depender da sua situação atual, do planejamento financeiro que você já executa e, claro, da quantidade de vezes em que o impulso toma as rédeas do seu dinheiro.

Para te ajudar, alguns pontos podem ser úteis.

Crie planilhas para os seus gastos

Se você já tem o costume de fazer planilhas de gastos e de orçamento, ótimo. Isso vai garantir que hábitos sejam criados. Agora, que tal começar a ter também uma planilha onde você discrimina as compras por impulso? No final do mês, ela pode ser valiosa para que tenha a real percepção de quanto ela irá lhe prejudicar e, ainda não prejudique, vai certamente lhe ajudar a ter mais controle no mês seguinte.

Se você ainda não tem esse hábito, comece o quanto antes. Não existe outra maneira de desenvolver um bom planejamento financeiro, se você não tiver total controle de seus gastos e despesas essenciais e supérfluas.

Consulte dicas e métodos para organizar a suas finanças

Existe uma infinidade de conteúdos disponíveis que falam sobre planejamento e vida financeira. Esses conteúdos te ajudam a criar métodos, e dão dicas para quem nunca pensou em ter um orçamento controlado.

Dividir seus rendimentos, fazer planilhas e garantir um fundo de emergência, são apenas algumas dessas dicas, e pode ter certeza que elas te ajudam em cada passo da jornada para se livrar das dívidas ou, caso elas não existam, para investir e garantir a saúde financeira.

Nós temos dois artigos onde fala um pouco sobre métodos de controle orçamentário:
No primeiro, você confere 7 dicas para organizar suas finanças.
No segundo, que tal conhecer a Regra 50 – 30 – 20, e aprender a dividir seu salário em ordem de maior para menor importância?  

Por fim, quer saber mais? Então, entre em contato por meio dos comentários!

Cadastre-se na nossa newsletter:

Email:
Nome:

SOLICITAR MEU EMPRÉSTIMO

Artigo anterior

proxímo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *