Atenção! Nós não solicitamos depósito antecipado. Isso é crime.

Atenção! A Lendico Brasil não solicita depósito antecipado para a liberação do empréstimo. Isso é crime.

Faça sua análise

Como conseguir juros mais baixos no empréstimo?

13 de outubro de 2016

2 minutos de leitura

por Lendico

Atualmente, o cenário de crédito no Brasil tem apresentado altas taxas. Os juros do rotativo do cartão de crédito tiveram a maior taxa desde 1995, segundo a última divulgação do Banco Central. A taxa ultrapassou 460% ao ano e 15,49% ao mês.
Uma opção mais barata, e vantajosa, para os brasileiros nessa hora é o empréstimo. Mas como conseguir uma taxa de juros justa ou um Custo Efetivo Total (CET) que caiba no seu bolso e que não deixe a sua conta ainda mais no vermelho? Além do Registrato, a Lendico selecionou dicas para ajudá-lo a negociar a melhor taxa:

1. O empréstimo consignado

A modalidade apresenta uma das melhores taxas de juros do mercado, mas é oferecida somente a aposentados e pensionistas do INSS, além de colaboradores de empresas privadas que possuem convênio com o banco. A taxa de juros é reduzida, pois como o pagamento ocorre por desconto na folha de pagamento, o risco do banco sofrer inadimplência é muito menor do que o de um empréstimo pessoal sem garantia.

Vale destacar que alguns bancos estão suspendendo crédito consignado para aposentados por invalidez.

2. Refinanciamento do seu imóvel

Nessa modalidade de empréstimo, você pode oferecer o seu imóvel como garantia. A taxa de juros pode ser menor do que a de um empréstimo consignado, entretanto, apresenta um risco bem alto, pois caso não consiga honrar com o débito, há chances da instituição financeira tomar o imóvel para amortização a dívida vigente. Logo, pense bem antes de escolher essa opção.

3. Antecipação do Imposto de Renda

Mesmo sendo considerado como empréstimo pessoal, a taxa de juros é reduzida porque o banco debita o valor do adiantamento assim que o depósito da restituição do Imposto de Renda (IR) ocorre. Lembramos que a opção é oferecida pelo banco indicado durante o preenchimento da declaração do IR vigente. O risco oferecido nesse caso é do cliente cair na malha fina e ter uma valor de restituição menor do que o que foi emprestado pelo banco, o que pode causar uma dívida que não está pronto para pagar.

Tenha atenção antes de optar por esta solução de crédito.

4. 13º salário fora de época

Uma alternativa é solicitar a antecipação do 13º salário ao seu banco. Na maioria dos casos, ele apresenta uma taxa de juros menor do que a oferecida em outras linhas de crédito, como a do cheque especial. Contudo, a desvantagem em solicitar a antecipação da quantia é que você ficará sem ela na época do ano com o maior volume de gastos, Natal e Ano Novo.

5. Empréstimo online!

Empresas como a Lendico, oferecem crédito pessoal com o CET bem mais vantajoso, pois como não possuem agências, o custo da operação é reduzido e essa vantagem é passada para os tomadores de crédito porque as taxas de juros estão entre as melhores do mercado. O CET da Lendico pode variar de 3,30% a 5,77% ao mês, dependendo da análise de crédito do cliente e da opção de parcelamento. É uma opção para quem busca empréstimo pessoal com juros mais baixos, sem ter que dar garantias como imóveis, automóveis ou consignação.

Artigo anterior

proxímo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *