Atenção! Nós não solicitamos depósito antecipado. Isso é crime.

Atenção! A Lendico Brasil não solicita depósito antecipado para a liberação do empréstimo. Isso é crime.

Faça sua análise

Como a crise econômica pode me impactar?

18 de setembro de 2015

2 minutos de leitura

por Lendico

post-blog.jpg

Quem acompanha mais de perto a economia do Brasil deve estar ciente de que o país não está em bons momentos. A desvalorização do Real, perspectiva de contração do PIB para 2015 e 2016, perda do grau de investimento do país, corte de gastos do governo e outras ocorrências são fortes evidências de que o país está em crise econômica neste momento. Mas como essa crise pode nos afetar diretamente?

Dificuldade de acesso aos créditos

Se você deseja solicitar um novo cartão de crédito, aumentar o limite do seu cartão de crédito ou do cheque especial, não será tão fácil como antes. Um dos grandes motivos está no aumento do desemprego do país. Segundo a pesquisa do IBGE, a taxa de desemprego do país chegou a 8,3%, sendo a maior desde 2012. Com maior desemprego, a tendência é que as pessoas tenham menor capacidade de pagamento das suas contas, o que inclui os seus créditos tomados nos bancos. Assim, a taxa de inadimplência sofre aumento, o que leva aos bancos dificultarem a aprovação de créditos (cartão de crédito, cheque especial, empréstimos, financiamentos e outros). Provavelmente os seus gerentes dos bancos serão mais rigorosos para a liberação de um empréstimo, aumento do limite do cartão de crédito e/ou do cheque especial, além do processo se tornar mais burocrático e demorado.

inadimplencia
taxa de desemprego

Aumento das taxas de juros de crédito

A taxa básica de juros sofreu aumento, pela 7ª vez consecutiva, atingindo 14,25% ao ano. Ela é a taxa base para o cálculo das outras taxas, o que impacta no cálculo da taxa de juros dos diversos produtos de crédito. Cartão de crédito, cheque especial, empréstimo pessoal, financiamento e outras modalidades de créditos sofreram impacto, elevando os seus juros. Isso significa que você pagará mais caro nas suas dívidas.

Como será no futuro próximo?

A tendência é que a desvalorização de nossa moeda e redução da atividade no país, que leva ao aumento do desemprego, desaceleração da indústria e do comércio e, especialmente, a alteração dos hábitos de consumo do brasileiro, que teria de se reeducar financeiramente para suportar as mudanças.

Planejamento financeiro é essencial para que pratique o uso consciente de dinheiro. Reavaliação das despesas, corte dos gastos desnecessários para realizar uma otimização dos custos pode te beneficiar a ter maior fôlego no meio desta crise. Caso tenha uma dívida com o banco, é recomendável que avalie a possibilidade de trocar estas dívidas por mais baratas, principalmente quando a sua dívida bancária for de cartão de crédito e de cheque especial.

SOLICITAR MEU EMPRÉSTIMO

Artigo anterior

proxímo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *