Atenção! A Lendico Brasil não solicita depósito antecipado para a liberação do empréstimo. Isso é crime.

Atenção! A Lendico Brasil não solicita depósito antecipado para a liberação do empréstimo. Isso é crime.

Faça sua análise

Capital de Giro para MEI

12 de fevereiro de 2021

4 minutos de leitura

por Lendico

Imagine que você é um MEI e foi às compras garantir a matéria prima que precisava para a sua empresa. Dessa forma, esses insumos rapidamente viraram o seu produto final e você o mandou direto para as prateleiras, digitais ou físicas. Você precisou gastar dinheiro para pagar esses fornecedores, mesmo que a prazo, em alguns casos, certo?

Então, seus clientes compraram seus produtos, que também foram pagos alguns a prazo, outros à vista. Até que você receba esse dinheiro e faça ainda mais vendas, que serão necessárias para pagar aqueles fornecedores, quem manterá sua empresa em funcionamento, considerando que você precisará arcar com contas de água, luz e todas as demais despesas fixas? Quem vai suportar financeiramente sua empresa em caso de alguma emergência? Esse é o Capital de Giro.

A importância do Capital de Giro para o MEI

Primeiramente, o Capital de Giro é o responsável por manter sua empresa em funcionamento. Para o MEI, um capital de giro bem planejado garante que ele continue oferecendo vendas a prazo, que para os clientes são a oportunidade de comprarem mais de você. Além disso, você garante o fluxo do estoque e ainda se mantém em dia com as práticas cotidianas de despesas e impostos.

Planejamento é a chave de qualquer bom negócio. Um mal planejamento na hora de identificar de quanto dinheiro você precisa para o Capital de Giro, é a fórmula certa para que você perca o controle na hora de identificar se, uma vez quitadas todas as suas obrigações cotidianas, a empresa  continua com dinheiro suficiente para emergências, investimentos ou para controlar quedas nas vendas em meses posteriores.

Como calcular o Capital de Giro Ideal?

Para encontrar o Capital de Giro ideal existe uma fórmula bem simples, mas que deve ser seguida com cuidado.

Capital de Giro = Ativo Circulante – Passivo Circulante

Sendo assim, o Ativo Circulante é tudo o que você tem em caixa, no banco e em aplicações, além de suas contas a receber (aquelas que vêm através das vendas a prazo). As vendas a prazo são importantes, já que você pode oferecer muitas parcelas. O ideal é que esse controle seja feito mensalmente. Quanto eu tenho de contas a receber neste mês, junto com todos os outros itens acima?

Passivo Circulante é o dinheiro que precisa sair. Quanto você precisa pagar aos seus fornecedores naquele mês? Quais são suas despesas fixas?

Dessa forma, com essas informações, é possível considerar cada pequeno item que precisa sair e os que irão entrar, e aí você pode calcular quanto deve ser seu Capital de Giro.

Como conseguir Capital de Giro para MEI

Em muitas situações, o Capital de Giro é formado justamente pelo aporte inicial que o microempreendedor faz ao começar sua empresa. Durante o desenvolvimento do plano de negócio ele compreende a necessidade e a função do Capital de Giro, e então definir quanto dinheiro será necessário para essa etapa inicial.

No entanto sabemos que às vezes não é possível, e esse aporte – inicial ou mesmo durante o andamento da empresa – não pode vir do microempresário. Para isso é que existem saídas como as linhas de crédito e empréstimos.

A vantagem do MEI na contratação de crédito, está justamente em a empresa constituída ainda não ter atingido o médio ou grande portes. Dessa forma, o Microempreendedor está apto a contratar o microcrédito, criado exatamente para as pequenas empresas. Geralmente a contratação desse tipo de produto vem mediante análise prévia, que pode inclusive ser feita através da visita de um analista de crédito do banco ou cooperativa de fomento que se está em contato. Essas instituições precisam entender como é o funcionamento da empresa, para definir a possibilidade do tomador de quitar a dívida.

Além do microcrédito, é possível também a contratação do Empréstimo Pessoal para MEI. As vantagens estão em você não precisar do seu CNPJ. O empréstimo é concedido diretamente para a pessoa física, permitindo que ela faça o aporte diretamente na empresa e possa garantir a saúde do seu Capital de Giro.  

Antecipação de Recebíveis

Essa modalidade permite que você receba antes, valores que só teria no futuro e que podem ajudá-lo a manter a saúde do Capital de Giro. Estamos falando, por exemplo, das vendas a prazo que você oferece aos seus clientes. Essa é uma prática realizada por empresas que já estão no mercado, o que significa que já tem valores a receber no futuro. Com um bom planejamento, a antecipação de recebíveis pode suprir uma emergência, em casos onde seus recebimentos não vieram dentro do tempo previsto, ou algum investimento precise ser feito fora do planejamento.

Para esse tipo de situação, a antecipação de recebíveis pode ser um aliado importante e a Lendico também lhe ajuda com isso.

Cadastre-se na nossa newsletter:

Email:
Nome:

Quer saber mais dicas e ficar por dentro do universo financeiro? Segue a Lendico nas redes sociais!

Artigo anterior

proxímo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *