Atenção! Nós não solicitamos depósito antecipado. Isso é crime.

Atenção! A Lendico Brasil não solicita depósito antecipado para a liberação do empréstimo. Isso é crime.

Faça sua análise

5 dicas para usar bem o seu dinheiro no final do ano

11 de dezembro de 2015

3 minutos de leitura

por Lendico

Como_aproveitar_dinheiro_para_o_final_do_ano.jpg

No final do ano conseguimos uma folga no orçamento com a gratificação de Natal e, na maioria das vezes, não sabemos o que fazer com a quantia extra, que pode ser gasta com coisas supérfluas. Todavia, se nos planejamos, conseguimos aproveitar ao máximo os benefícios das bonificações da época. A Lendico reuniu cinco dicas que podem te auxiliar na administração desse dinheiro extra e fazê-lo render ainda mais, abrindo novos caminhos para uma organização financeira mais saudável.

1. “Eu realmente preciso disso?”

Geralmente, quando temos uma folga no orçamento, não pensamos duas vezes antes de adquirir um bem ou comprar algo, mas essa prática nos leva a um descontrole que prejudicará a nossa saúde financeira no final do mês, quiçá deixando parte dos próximos salários comprometidos, caso o gasto seja maior do que o que podemos administrar. Contudo, um único pensamento poderá ajudá-lo quando estiver num dilema parecido com esse: “Eu realmente preciso disso?”. Parece algo banal, contudo, se a resposta imediata for não, você estará poupando um gasto supérfluo e investindo ainda mais no seu futuro. Caso tenha uma folga, procure um fundo para investir a quantia ou até mesmo deixa-a na poupança, onde ela não poderá ser usada.

2. Presentes de Natal? Que tal customizá-los?

O final do ano é acompanhado pela época mais festiva e cheias de reuniões entre familiares e amigos, onde a troca de presentes é um hábito que demonstra a confraternização. Entretanto, uma pesquisa produzida pelo Mundo do Marketing, em parceria com a LeadPix, corroborou que os brasileiros pretendem gastar menos com presentes no Natal e, 24,3% dos entrevistados, devem desembolsar o mesmo valor gasto ano passado. Por isso, uma ótima alternativa para esse ano, seria a produção de lembranças customizadas. Afinal, uma caneca personalizada por você, tem um preço simbólico e um significado muito maior para quem a receberá, do que um presente comprado numa loja de shopping, não é?

3. Cartão de crédito apenas para emergências

O limite do cartão de crédito é a quantidade de dinheiro que o banco disponibiliza a você por um determinado período. O uso é simples, pois você pode gastar livremente esse limite e devolver o valor utilizado ao banco depois de um período estabelecido, que normalmente é mensal. Esse meio é conveniente, pois é uma quantia que está aprovada para ser usada. Contudo, tenha cuidado quando optar por não pagar nenhum valor da sua fatura, pois a taxa de juros de crédito rotativo no Brasil é uma das mais elevadas (confira aqui as taxas de juros do crédito rotativo do seu banco). Caso não consiga quitar logo essa dívida, ela pode virar uma bola de neve sem controle;

4. Precisando de uma ajuda extra?

Se você já está em situação de endividamento, recomendamos a transferência da dívida para uma mais barata, como o empréstimo pessoal, por exemplo. Ele costuma ter juros mais baixos em relação aos do cartão de crédito. Há diversas opções no mercado para a contratação de um empréstimo pessoal, inclusive online. O importante é pesquisar bem essas alternativas comparando as taxas, os parcelamentos, a facilidade de contratação e o tempo de demora para a contratação. Lembre-se de que quanto mais tempo levar para quitá-la, ela ficará maior e você terá mais dificuldade para pagá-la.

5. Planejamento é o arqui-inimigo das dívidas

A palavra que define a rotina de alguém que possui uma saúde financeira estável é planejamento.  Se você ainda não se planejou hoje, saiba que já está atrasado e, pior ainda, perdendo dinheiro em gastos aleatórios e supérfluos. Por isso, a principal dica é: planeje-se, planeje-se e planeje-se. Uma planilha de controle de gastos é um ótimo começo. Com dedicação, você perceberá que, após alguns meses, vai ter mais dinheiro em sua conta do que quando não era organizado.

Artigo anterior

proxímo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *